© Susana Paiva

OUTRO LADO É UM DIA - 2021

OUTRO LADO É UM DIA, duo de Márcia Lança e Carolina Campos, é uma maneira de evocar a transgressão do relato através da ficção especulativa posta em cena. Em um dispositivo de escrita ao vivo e em tempo real, a peça dá a ver a construção de um fluxo de narrativas que se acomodam em uma superfície instável, no contágio entre a palavra e a ação. Na busca contínua por traduções não lineares do tempo e do espaço e por esse ponto frágil onde verdade e ficção se tocam, estratégias recorrentes nos trabalhos das artistas, esta peça se propõe a imaginar mundos que coloquem em questão a fixação de ideias e narrativas fálicas e propõe o desafio  de tomar as  ruínas do discurso como lugar de potência.  

 

Este projeto começou em Janeiro de 2020. Na altura nenhuma de nós imaginava que iria ficar presa em casa durante dois meses. A Márcia numa aldeia perto de Aveiro, e a Carolina na cidade onde nasceu, no sul do Brasil. A sensação de ausência de futuro, de suspensão do tempo e a restrição forçada a que fomos submetidas pela distância e pelo confinamento dos nossos corpos, cada uma em um canto do mundo, fez-nos ter que irremediavelmente atualizar o nosso modo de trabalhar. Decidimos então, utilizar a escrita como forma de continuarmos juntas a materializar a sensação de que o tempo todo, muitos mundos estão a acabar e outros a recomeçar. A partir da frase: "Temos um passado enorme pela frente", começámos a escrever num documento sem nome aberto no google drive. No dia 2 de Abril de 2020 acordámos uma regra:  tínhamos que, à vez, nos relacionar com o último conjunto de relações que a outra pessoa tivesse proposto na escrita, sem nunca voltar atrás na leitura. Ao longo de 2 meses escrevemos 31 páginas de texto com novas regras que foram emergindo a partir da própria escrita. Este texto converteu-se no nosso território de trabalho, no nosso estúdio temporário.

Criação e Performance - Carolina Campos & Márcia Lança
Apoio à criação - Daniel Pizamiglio
Espaço, Luz e Direção Técnica - Santiago Tricot
Música - Cigarra
Direção de Produção - Lysandra Domingues
Produção - VAGAR
Residências Artísticas - DeVIR/CAPa, Pólo Cultural Gaivotas, Espaço Alkantara e  Espai nyamnyam
Estreia - CITEMOR
Apoios - Fundação Calouste Gulbenkian e DGArtes
Projeto - nemexistemundo Carolina Campos, Márcia Lança e Rafael Frazão nemexistemundo.hotglue.me Agradecimentos - Ainhoa Vidal, Dinis Fernandes, Filipe Caldeira e Ítalo Parigi